segunda-feira, 15 de março de 2010

Em Sampa, de volta ao Doutorado/PUC-SP



Olha euzinha, aqui, outra vez! Transitando pela Rua Monte Alegre e respirando as paredes dessa Universidade. Sentindo o êxtase que o acesso ao conhecimento proporciona e ao mesmo tempo aprendendo a sobreviver as imposições que a vida acadêmica impõe. Escolho, utilizar as palavras de um grande filósofo para tentar se aproximar do que sinto. Pierre Bourdieu, escreve:

"Assim, para viver num mundo que não é meu, tenho que procurar entender as duas coisas: o que significa ter uma mente acadêmica - como é que se cria isso - e, ao mesmo tempo, o que foi perdido na aquisição dela".
Enfim... muitos ajustes, negociações, remobilizações...

2 comentários:

  1. Abandonou nosso canal de comunicação, foi?
    Humpf... gostei não...
    Volta, vai.
    bjk, Vi

    ResponderExcluir